Acesso restrito: Alunos, Pais e Funcionários

Esqueci minha senha

(11) 2076-9999

Espiritualidade

Falar de espiritualidade é referir-se ao impulso do Espírito Divino, à sua potência de vida que mobiliza e transfigura todas as dimensões da existência humana. Não é uma experiência que se inscreve nos espaços pessoais das devoções religiosas, mas é força que busca permear o todo com seu fogo e sua vida. Sua ação se expressa no trabalho, no diálogo, no serviço, na missão cotidiana do ser humano.

A dimensão espiritual no ser humano é entendida como única e pessoal resposta àquilo que convoca e impulsiona  à integridade e transcendência. É a relação pessoal com o transcendente que transforma gradualmente a pessoa na totalidade do seu ser e das suas relações com o universo que o rodeia..

Vida espiritual é resposta harmoniosa de todas as dimensões da personalidade: do corpo, da alma, do espírito, da dimensão social e histórica (T. Spidlík).

A espiritualidade cristã é a maneira de viver sob a ação do Espírito, uma existência totalmente crente, na qual a vida do Espírito de Cristo em nós transparece através das condições históricas da vida concreta” (B. Fraling).

O coração humano é sempre sedento e procura encher-se de sentido e de razão para a vida. Ele procura aconchego e descanso. Quer abrigar-se na certeza e na confiança. Sonha, acredita, teme, treme, palpita. Bate ao ritmo da vida e dos acontecimentos, encontros e desencontros, luzes e trevas, graça e pecado, alegrias e dores.

Vivemos um tempo de busca. Não bastam as tecnologias, as respostas imediatas. Mesmo tendo o mundo nas mãos, o coração sente-se vazio e quer preencher-se, completar-se, transbordar, transcender-se. Há um gemido no peito, que é ressonância das lutas e buscas, dramas e esperanças. Esse desejo misterioso que nos habita é que nos explica como seres espirituais e está para além das crenças religiosas pessoais e\ou religião.

Dizia-nos Simone Weil: “Eu conheço quando alguém é de Deus não quando me fala de Deus, mas pela sua forma de relacionar-se com o mundo”. E Regina Protmann, fundadora da Congregação das Irmãs de Santa Catarina de Alexandria, criou um obra de cuidado com a vida, movida pelo impulso do Espírito, definido por ela como “fogo abrasador” que inclinava todas suas forças pessoais para que  a dignidade humana fosse respeitada, acolhida e construída “Como Deus Quer.” (site: www.madreregina.com.br)